PPP é a meta da Corsan para alavancar o desenvolvimento setorial

Projeto de Parceria Público Privada (PPP) da Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan) tem como meta a universalização dos serviços de esgotamento sanitário em nove municípios da Região Metropolitana: Canoas, Esteio, Sapucaia do Sul, Cachoeirinha, Gravataí, Alvorada, Viamão, Guaíba e Eldorado do Sul. Serão contempladas mais de 1,2 milhão de pessoas e gerados 32,5 mil empregos diretos, indiretos e induzidos. A meta é atender 100% da população da região até 2029, com investimento de R$ 1,85 bilhão.

A proposta de PPP é uma das bandeiras que vem sendo erguidas pelo diretor-presidente da Corsan.

Fabiano Pereira, Secretário de Obras, Saneamento e Habitação do RS, também defende a necessidade de PPPs (parcerias público privadas) para alavancar recursos e outros projetos ao lado da Corsan, beneficiando a sociedade. “Este é o nosso compromisso”. O secretário disse ainda que recursos vindos apenas do governo não serão suficientes pois até 2035 serão necessários dois bilhões de reais para atender nove municípios, levando às pessoas esgoto sanitário. “Precisamos alavancar estes projetos com a Corsan”.

O tema ganhará palco nos próximos dias no Fórum RS Sustentável, da Rede Pampa, que será realizado em Santa Maria/RS no próximo dia 17, quando será abordado “Uso Racional da Água” e “Esgotamento Sanitário”.Local: Auditório da Prefeitura Municipal de Santa Maria – Rua Venâncio Aires, 2277. As inscrições podem ser realizadas pelo site www.forumaguaevida.com.br e as vagas são limitadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *